sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

As moças de 89

Outro texto antigo meu, de abril de 2004:


O ano de 1989 marcou, irremediavelmente, o fim de todas as nossas certezas. O mundo bipolar, dividido entre os bonzinhos do ocidente (nem tão bonzinhos assim, como sabemos...) e os mauzinhos de Moscou começou a ruir quando a Hungria abriu sua fronteira com a Áustria, rompendo o dique da cortina de ferro e dando origem a um dos maiores movimentos migratórios já vistos após a Segunda Guerra Mundial (impossível não lembrar, com um arrepio, dos trens da liberdade...). A música, como não poderia deixar de ser, reflete este estado de espírito. Bandas darks e góticas como The Cure, The Mission, Type O Negative e tantas outras dominam o cenário.

No Brasil, Marina - só se tornaria Marina Lima anos mais tarde - cantava "...meu amor não vai haver tristeza, nada além de um fim de tarde a mais...", Sarney e seu bigode governam o país e a inflação de 80% ao mês dá origem a um certo caçador de marajás, vindo lá das Alagoas...

De repente, não mais que de repente, surge Madonna, com os peitos pontudos de Gaultier. "Ouando você chama meu nome, é como uma pequena prece, canta ela na música Like a prayer. No clipe, a imagem de um santo negro ganha vida e tasca um belo beijo na cantora, enfurecendo conservadores, monges, clérigos, a Igreja e, certamente, a Liga das Senhoras Católicas de Santana (ponto para Madonna!!!).

Santidade e pecado; erotismo e fé. É exatamente esta a inspiração das moças de 89. Genuinamente belas, pois nesta época o silicone era utilizado, com conseqüências geralmente nefastas, apenas por travestis. Nascidas logo após à Redentora (também conhecida como o golpe de 1964...), elas sabiam exatamente o que queriam. Tinham postura, atitude. Trouxeram para as ruas a ousadia antes vista somente nas praias, deliciosamente misturando sutiãs à mostra e blusas transparentes com terços e crucifixos. Se por um lado buscavam maior espaço e reconhecimento social, por outro desejavam relações mais estáveis, homens mais sensíveis e o fim do ranço machista que ainda existia.

Corte rápido. 15 anos se passaram e já estamos no outono de 2004. O mundo tornou-se multipolar e muito mais perigoso. Os mauzinhos, nestes tempos, utilizam o terrorismo como tática e o Corão como ideologia ou ocupam a presidência das terras do Tio Sam. As mocinhas de hoje, filhas da "geração saúde", continuam belas, porém menos genuínas. Peitinhos turbinados, bundinhas - meticulosamente construídas nas academias de ginástica - empinadas e, com raras e honrosas exceções, nada ou quase nada na cabeça. Dublês de corpo.

Se as moças de 89 pecavam pelo excesso de "papo-cabeça", a indissoluta vontade de a tudo discutir, questionar, entender, as de 2004 pecam pelo alheiamento. A tudo temem, pois tudo lhes é estranho. Não sabem bem o que querem ou se querem alguma coisa. A vida, na maior parte dos casos, constitui-se de um tedioso interregno entre as baladas, onde sacolejam ao som de música ruim (a maioria acredita que a música só começou a partir do nirvana...) e a quilômetros de distância de seus parceiros. Namoram seus correspondentes do sexo masculinos, os machinhos, menininhos metidos à besta, cujo maior objeto de desejo é um carrinho 1.0 ornado com neons de gosto duvidoso e que as tratam como mero artigo de decoração.

E são eles, os machinhos, que proíbem suas namoradas de usarem certos tipos de roupas, controlam suas amizades, dizem o que podem ou não fazer. E as mocinhas de 2004 aceitam tais imposições, absurdas em todos os sentidos, com a placidez das convertidas, em claro retrocesso às conquistas da geração anterior. Essas moças têm muito o que aprender...

Ah, e se alguma moça de 89 estiver dando sopa por aí, dê um toque. Estou facinho, facinho.



A diferença é que, hoje em dia, eu sou um rapaz casado, cônscio de meus deveres e responsabilidades...rs!!!!

sábado, 20 de janeiro de 2007

O melhor da semana 03 de 2007

quinta-feira, 18 de janeiro de 2007

Governo define configurações do notebook popular

O projeto do governo, conhecido como "notebook para todos", acabou de definir a configuração mínima dos equipamentos portáteis que ganharão isenção de tributos e impostos (isenção de 9,25% nos impostos PIS e Cofins).

Financiado pelo BNDES, o computador contará com processador com 1,4 GHz, memória de 256 MB, disco rígido de 40 GB, interface Ethernet, acesso a redes Wi-Fi, modem e display LCD de, no mínimo, 14 polegadas e, como já acontece com micros dentro do programa Computador para Todos, terá o sistema operacional Linux. O seu preço deverá variar, para o consumidor final, entre R$ 1.700,00 e R$ 1.800,00.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2007

sábado, 13 de janeiro de 2007

...and party everyday!

Remexendo nos arquivos do meu antigo blog, acabei encontrando alguns posts interessantes. O que segue abaixo, é de agosto de 2003:

"E lá vinha eu voltando para casa. A estrada quase vazia; chuva (para mim, a chuva é legal para duas coisas distintas: dormir e dirigir. E eu ADORO dirigir na chuva...) em quase todo o percurso, tornando as coisas um pouco mais interessantes; o pensamento, como sempre, a muitas, muitas milhas deste que vos fala. O CD player testando a real eficiência dos 45w rms por canal do aparelhinho de som quando, de repente, meu celular dá sinal de vida. O visor mostra o nome do meu velho e bom amigo Zé (amigo nada, pois isso já é karma...para vocês terem uma idéia, nós nos conhecemos na pré-escola, em 1970!!!!), diretamente do Ministério da Saúde, em Brasília. Atendo sem abaixar o volume da música, e tem início (como sempre) outra conversa surreal:

- Câmbio...
- Alô??? Alô...
- Fala, jovem, estou aqui...
- Cara, abaixa essa música...

...I feel uptight on a Saturday night...

- Falei para abaixar essa música, p*##&!

...Nine o' clock, the radio's the only light ...

- Ah, sim...eu também acho que a cotação do dólar teve uma ligeira queda hoje..

...I hear my song and it pulls me through...

- PELO-AMOR-DE-DEUS...

...Comes on strong, tells me what I got to do...

* abaixo o volume da música, rindo muito...*

- Pronto, meu caro...
- Em qual buraco você se meteu para estarem ouvindo música nesse volume???...E, cedo assim, só pode ser em algum puteiro...Quanta decadência...você já foi beeeeeeeeeeem melhor do que isso...rs!!!!!
- Estou no meu carro, voltando para sampa.
- Sozinho, eu espero...
- É claro...
- Ah bom, senão a mocinha estaria surda a uma hora dessas...
-hein?!
- Eu disse que...
- hein?!
-.....
- hehehehehe!!!!
- (impublicável)...rs!!!!
- E você estava ouvindo KISS...Muito medo quando vejo você ouvindo essas coisas...Quando você começa a ouvir isso, tudo se transforma...
- Qual é, meu caro...
- É sim...pois sob essa sua aparência calma e tranqüila, esconde-se um monstro...
- O que aconteceu, jovem, a sessão da ADADIF (associação dos desocupados anônimos do Distrito Federal) de hoje foi cancelada???? hehehehe
- E você sabe que estas transformações são sempre iniciadas por fatores externos...No caso do Popye, o espinafre...No hulk, ficar putinho com alguma coisa (*digressão minha: sempre achei aquele hulk muito, muito gay...rs!!!*). No seu caso, música do KISS em volumes insuportáveis...Eu me lembro muito bem do sr. no show deles, em 83...
- hehehehehe (risada maquiavélica, é claro...). E eu me lembro de alguém durante o show do AC/DC...Rock'n'rio, 1985...
- Sem violência, meu caro, sem violência...
- hehehehe!!!!

A conversa continuou por mais alguns minutos. Desliguei o telefone, pensando em como seria bom se ele voltasse a tocar e um certo nome iluminasse tanto o visor quanto o resto do meu dia...

O CD volta para a primeira faixa e o volume aos patamares anteriores.

Talvez ele tenha razão...

:-)

Até +"

Dois pombinhos....

Nada como ter um lar harmonioso...

Peloamordedeus...

O melhor da semana 02 de 2007

* O Keynote de Steve Jobs, na MacWorld Expo

* O anúncio do iPhone, da Apple e um provável Zunephone (hehehe!)

* Matt Freestone, levantando algumas considerações sobre o Microsoft Zune

* A lista de atalhos úteis para o Firefox e a guitarra Fender da Gata-sem-boca

* Um case legal para notebooks

* A lista com os 10 programas essenciais para smartphones

* As vulnerabilidades do Internet Explorer e a especulação sobre um provável lançamento do navegador Safari para a plataforma Windows

* A agenda de eventos Microsoft para 2007

* O futuro da Internet, na visão de Silvio Meira e uma reflexão sobre Ativos de Software, por Paulo Vasconcellos

* A briga entre o governo brasileiro e o Google Adsense

* As falhas no site do Big Brother Brasil 7

* Sacadas, frases, expressões e engenhocas de Jornada nas estrelas

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

A reação já começou...

Vejam isso! boicote Cicarelli internet hope youtube

domingo, 7 de janeiro de 2007

Tudo o que eu tenho a dizer sobre o vídeo da Cicarelli

Bons tempos aqueles onde a palavra Cica referia-se, única e tão-somente, a uma fábrica de molhos de tomate...

A mediocridade, nos tempo hodiernos, infelizmente impera...
video da daniela cicarelli espanha praia beach spain

sábado, 6 de janeiro de 2007

O melhor da semana 01 de 2007

* Mary Jo Foley, em sua coluna, comentando sobre a misteriosa Tecnologia X da Microsoft

* O futuro do software, na visão de Silvio Meira

* O disco rígido de 1 Terabyte (1TB) da Hitachi

* A terceira parte da discussão sobre o Sistema Operacional como Serviço (SOOS), por Paulo Vasconcellos

* A pretensão de Daniela Cicarelli, ao tentar (felizmente sem sucesso), limitar o acesso de brasileiros ao YouTube.

* A possibilidade de lançamento, pelo Google, do Gdrive, com capacidade ilimitada de armazenamento

* As previsões para a CES (Consumer Eletrônic Show) e para a WorldMac Expo, que estão prestes a iniciar

* O sistema da Toyota, que impede motoristas embriagados de dirigir

A inspiração para criar uma lista com o "melhor da semana" veio do Blog do Bernardo (excelente, por sinal).

quarta-feira, 3 de janeiro de 2007

Literatura da boa

É sempre muito bom — em meio à quantidade de inutilidades que existe online — encontrarmos literatura de excelente nível produzida por pessoas que sabem exatamente do que estão falando. Um dos claros exemplos do que estou falando é o blog Graffiti, de propriedade do mais recente integrante do time de autores do MacMagazine, Paulo Vasconcellos.

Professor Titular de Engenharia de Software do Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco em Recife, cientista-chefe do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (C.E.S.A.R) e engenheiro formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Silvio Meira escreve, aos sábados, uma coluna no portal de notícias G1 e possui um blog interessantíssimo. Leitura indispensável a quem gosta de refletir sobre os rumos que o mundo tecnológico poderá vir a tomar.